cavalos

Loading...

sexta-feira, 27 de maio de 2011

ACORDEOM COBRINDO AS ÉGUAS

Acordeom iniciando o cortejo do acasalamento



Macaxeira retira o cabresto para Acordeom se juntar às éguas do núcleo

Acordeom cheirando a égua Índia do Velho Chico


Macaxeira aplicando ADE na égua Malícia do Velho Chico


Levamos reforço, os nossos amigos, o veterinário Salvador e a estudante de veterinária Natália, que aproveitou o momento para coleta de sangue para trabalho de iniciação científica da faculdade UNIVASF (Universidade Federal do Vale do São Francisco). É sempre um grande prazer para nós, passarmos o dia cuuidando dos nossos Cavalos Nordestinos.










ACORDEOM COBRINDO AS ÉGUAS

No dia 21 de Maio, foi iniciado o período de monta para o garanhão Acordeom com as éguas do núcleo de preservação e seleção do cavalo nordestino em Juazeiro-Ba.


As coberturas serão todas a campo, como deve ser, pois o cavalo nordestino é rústico e muito prolífero.


O mais natural possível, não foi aplicado nenhum tipo de hormônio para estimular o cio e logo que Acordeom se aproximou das éguas as mesmas começaram a mostrar todos os sinais propícios da presença do estro.


A região aonde se encontram os animais possui uma condição satisfatória de pasto, clima e água de qualidade. Daquí a duas semanas voltaremos para avaliar e quem sabe já retornar com Acordeom para prepará-lo para eventos e divulgação da nossa associação AEPCN e do cavalo Nordestino.



Vermifugamos e aplicamos ADE injetável nas éguas, deixamos sal mineralizado à vontade, o básico do manejo sanitário desejável, mas que no Cavalo Nordestino responde maravilhosamente bem.










quinta-feira, 19 de maio de 2011

RAIVA DOS HERBÍVOROS

Garrota pedalando ao chão, sintoma clássico da Raiva dos Herbívoros.


O cérebro completo mais o cerebelo e um pedaço do tronco encefálico já retirado e iniciando o trabalho de separação das partes para envio ao laboratório central (LACEM) em Salvador aonde foram realizados os exames para diagnóstico da Raiva dos Herbívoros e para BSE (Vaca Louca). Nesta foto à esquerda está o veterinário José Arnaldo e eu Luis Cleber em mais uma atividade de campo na parte de defesa sanitária animal em nossa ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia) em benefício da sanidade do nosso rebanho e da saúde pública.


Este é o conjunto completo, daonde retiraremos uma parte que será acondicionada em formol e outra parte em gelo para envio ao laboratório.

Está era a cabra com mais de doze horas de morta e que também retiramos o cerebro para envio ao laboratório.


Depois que eu abro, o veterinário José Arnaldo retira com cuidado o material, nesta hora é preciso muita calma e concentração para não colocar o trabalho todo a perder. Infelizmente todos os dois animais deram positivos para a Raiva, todos os criadores foram notificados, encaminhado ofício à diretoria regional de saúde do estado em Juazeiro (DIRES) que os encaminhou para o procedimento padrão de aplicação de soro e de vacina anti-rábica. Tudo isso poderia ser evitado se os criadores aplicassem corretamente o procedimento da vacina contra a raiva, uma vacina barata e de fácil aplicação.











OBRIGAÇÃO PARA COM OS ANIMAIS

Em uma de nossas viagens a trabalho, após a cidade de Curaçá, encontramos este pobre animal machucado na beira da estrada, paramos para fazer uma obrigação e não somente caridade.



Se foi obra do homen ou da natureza, não sabemos, mas sabíamos que este pobre animal estava sentindo fortes dores, não tínhamos medicamentos para aliviar, o que tínhamos era somente um spray repelente e cicatrizante (matabicheira comum), então aplicamos.

Aqui vemos os nossos amigos Jassival segurando o animal enquanto o amigo Alvaro coloca o medicamento.



Aqui vemos o veterinário José Arnaldo também colocando o produto na miíase (bicheira). Esperamos que Deus tenha piedade deste pobre animal. Faça você também a sua parte, ou seja, a sua obrigação para com os nossos irmãos animais que precisam muito de nós!










domingo, 8 de maio de 2011

A AEPCN e o I Curso de Doma Racional em Juazeiro

O I Curso de Doma Racional em Equídeos de Juazeiro, se realizou de 25 a 29 de Abril e de 02 a 06 de Maio, com duas turmas de 15 pessoas, cada, aonde estavam desde trabalhadores rurais até estudantes de curso técnico e veterirários e estudantes de veterinária, além de associados da AEPCN. O curso foi promovido pela AEPCN (Associação Equestre e de Preservação do Cavalo Nordestino), ministrado pelo SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), tendo como instrutor,o Sr. José Adeno Francisco Rocha (Zé da Garota), de Itabela, extremo suldo nosso estado, em em parceria com a usina de cana de açúcar, AGROVALE, que capacitou oito funcionários. O curso foi realizado nas instalações da AGROVALE e utilizando animais da mesma, a empresa forneceu alimentação (almoço e lanche) e ônibus para quem não tinha transporte. Tudo só foi possível com a ajuda de todos e empenho dos alunos e do instrutor, parabéns á todos nós e só temos a agradecer à Deus, por tudo ter corrido maravilhosamente bem!

Alunos e instrutor juntos!

Da esquerda para a direita: Macaxeira (Carlos Augusto, Vice-Presidente AEPCN), José Adeno (Zé da Garota) e eu Luis Cleber (Presidente AEPCN).


Um belo potro da raça nordestina entre os animais, sendo escovado pelo amigo Flávio.



Uma pequena, mas bela égua da raça nordestina, que estava p´roximo ao local do curso










A AEPCN e o I Curso de Doma Racional em Juazeiro

No penúltimo dia da segunda turma (dia 05/05/11) trouxemos a TV São Francisco, afiliada Rede Globo, para rodar uma matéria sobre o nosso curso, pois foi o primeiro curso, desta natureza, realizado em nosss cidade. Aqui vemos o Zé da Garota sendo filmado e explicando como é feita a primeira abordagem em um cavalo.



Aqui vemos o nosso amigo, Manoel Varjão, funcionário da AGROVALE, responsável pelo setor, aonde estão os animais, dando o seu depoimento, explicando a importância em capacitar os seus funcionários com este curso.


Aqui, eu sendo entrevistado e mais uma vez levando o nome dos nossos cavalos Nordestinos e da nossa AEPCN, ao conhecimento de todos.


Zé da Garota, informando à reporter sobre o seu trabalho.








A AEPCN e o I Curso de Doma Racional em Juazeiro

Os baners da AEPCN, do Núcleo de Preservação e Seleção do Cavalo Nordestino e da FAEB (Federação da Agricultura do estado da Bahia) e SENAR (Serviço nacional de aprendizagem rural) só faltou o material de divulgação da Usina de Cana de Açúcar, AGROVALE, aqui vai o nosso agradecimentos à todos que contribuiram para este maravilhoso curso. Muito Obrigado!


Nosso amigo Geraldo, associado AEPCN e criador de Cavalos Nordestinos, em atividade prática.


Zé da Garota (Instrutor do SENAR), registrando todos os depoimentos de seus alunos.


No final do curso, na hora do lanche, alunos das duas turmas, momento de alegria!


Eu, Luis Cleber e o nosso amigo Macaxeira (agachado), como presidente e vice-presidente da AEPCN, entregamos ao amigo José Adeno (Zé da Garota) uma pequena lembrança, uma camisa bordada com a logomarca da nossa Associação Equestre e de Preservação do Cavalo Nordestino (AEPCN).









A AEPCN e o I Curso de Doma Racional em Juazeiro

Um jovem burro foi manso de cabresto, no início parecia que não amansaria.



Esta égua era a mais chucra do lote e no terceiro dia já aceitava montaria, aqui com dois alunos que são funcionários da AGROVALE.


Agora no final, somente com dois dias de trabalho, manso, sem traumas e seguindo a guia através do condutor.


Este cavalo também desenvolveu muito bem os comandos e era um animal traumatizado


Vemos aqui um belo potro da raça nordestina, que foi trabalhado pelo amigo, veterinário, Salvador e o amigo Flávio, prestes a se formar também em veterinária. Os alunos do curso era desde trabalhador rural a veterinários, mas todos eram alunos querendo aprender cada vez mais.










A AEPCN e o I Curso de Doma Racional em Juazeiro

Esses momentos é que fazem a vida valer a pena!



Ana Maria com o auxílio do aluno André, experimenta os primeiros comandos e o instrutor Zé da Garota registrando tudo!


Elaine no redondel sob o olhar atento do instrutor e seguindo as suas ordens para um bom andamento dos trabalhos.


O potro já respondendo bem aos comando e bem tranquilo.








A AEPCN e o I Curso de Doma Racional em Juazeiro

Descontração e realização, depois de termos improvisado um redondel que foi de grande utilidade em nossos trabalhos, deixamos um presente para a segunda turma. Isto prova que quando todos se unem em busca de um objetivo, tudo é possível, como nos disse o nosso grande istrutor e domador José Adeno (Zé da Garota), voc~e é o que deseja ser, é só acreditar!






A aluna Elaine mostrando que domar não é coisa só de homem mas também de mulher, que possui muuita sensibilidade e firmeza. É visível a satisfação e alegria em montar um cavalo que no início se mostrava muito asustado e com reações que poderiam causar um acidente.





A aluna Ana Maria, também teve a oportunidade em sentir a mesma sensação que todos nós sentimos, o quanto é gratificante ser aceito como amigo pelo cavalo.




O aluno Fábio já montado, no segundo dia de trabalho já experimentando os exercícios de flexão.






A minha satisfação em ser aceito pelo cavalo em sua primeira experiência com uma pessoa em cima.












A AEPCN e o I Curso de Doma Racional em Juazeiro

Final do trabalho de banho de saco, pegar nas patas, sempre trabalhando os dois lados, o animal e o aluno perdendo os seus medos e receios e criando um ambiente de total confiança.



Conhecendo a sela e observando a a reação do animal, nunca avançar demais, respeitar os limites do cavalo.


Fazendo o trabalho de pêndulo antes de montar e sempre observar as reações, para seguuir no próximo passo.

Aprendendo os comandos, primeiro no chão.


Zé da Garota registrando a satisfação do aluno, Cícero, funcionário da AGROVALE, em poder montar a sua mulinha, Flor de Açucena, depois de somente dois dias de trabalhos e no terceiro dia já caminhava sem o apoio de ninguém. Parabéns Cícero, Flor de Açucena e todos nós pelo belo trabalho que fizemos com esses animais.